O Amor Jamais Acaba

 In Clínica da Família

A credito no amor pactual. Amor não se limita a afeto, não é uma experiência emocional, sentimento. Deus é amor. Deus provou seu amor por nós dando-nos seu próprio Filho sendo nós ainda pecadores (Romanos 5:8). Amor é pactual, é mandamento, provê, protege, posiciona. É a lei que une, da forma e sustenta o universo (Hebreus 11:3). Amor não se limita a desejo. Deus colocou o desejo dentro do homem, a corrupção do desejo é a cobiça, a cobiça é desejo sem limites. O que move o mundo é desejo.

Limitaram a lei do amor ao desejo. Eu desejo, logo eu amo. Enquanto desejo, amo. Se não há mais desejo, sentimento, afeto, não há mais amor. Restringiram a lei do amor a um tipo de emoção, sentimento, uma experiência.

Se olharmos para a poesia de Paulo, vemos que o amor jamais acaba. Mas porque sentimos que o amor acabou? Porque estamos chamando de amor aquilo que não é amor. Estamos nos enchendo do “não amor” em nome de sentimentos. Porque o amor não é ciumento, não é exibido, orgulhoso, cheio de si, não é inconveniente, indecoroso, não pensa em seus próprios interesses, egoísta, não é irritado, não provoca ira, não é ressentido, não considera suposições, não pensa o pior, não se alegra com a injustiça, procura a verdade dos fatos. Isso tudo é o “não amor”. Isso tudo é passional. Mas amor vai além da esfera da afetividade, do sentimento, da emoção.

O verdadeiro amor jamais acaba. Porque o amor é pactual, o amor tudo sofre, porque se doa para proteger, abrigar, preservar. Alguém que só pensa em si mesmo, no seu próprio bem-estar, no seu prazer, não suportaria amar.

O amor é pactual porque crê, exige depositar confiança, não apenas confiar na pessoa, mas confiar em algo que foi entregue a essa pessoa. Amamos quando acreditamos naquilo que entregamos um ao outro, o amor é doador, não se define pelo quanto espero, mas pelo quanto dei. Esse princípio de credibilidade e confiança mutua representa o nível mais elevado do amor. Pessoas ressentidas, orgulhosas, cheias de si, focadas apenas em seus interesses não suportariam amar.

O amor tudo espera, acredita para esperar pelo outro. O amor produz esperança, que não é apenas um sentimento abstrato de que algo bom um dia pode acontecer. A esperança é a antecipação de algo pleno. É acreditar nos pequenos começos da vida de alguém como antecipação daquilo que pode se tornar.

Pessoas que não sabem lidar com a espera, não foram experimentados na paciência, acreditam apenas em coisas prontas, procuram pessoas prontas, ainda não perceberam que a vida é uma construção, construímos, somos construídos

A pressa é inimiga da perfeição porque a perfeição só vem pela perseverança, paciência, experiência. O amor não somente sabe esperar como também tem a capacidade suportar. O amor tudo suporta e se revela na capacidade de permanecer, não fugir, preservar mesmo diante de adversidade, contrariedade. Amar é manter-se firme, calmamente, bravamente. Não traça rotas de fuga, universos paralelos, individuais, mas permanece no compromisso do ser um. Pessoas fragilizadas pela hiper-afetividade, reféns de uma ideia ou ideal matrimonial, podem não estar prontas para a realidade, são incapazes de suportar amar. O verdadeiro amor é tão forte que tudo passará, porém, amaremos para sempre (1 Coríntios 13;6-10).

  • Anderson Bomfim
    Anderson Bomfim Pastor

    Anderson Bomfim natural do Estado de São Paulo, casado com Andréa Bomfim, pais da Giovanna, Olívia e Pietra Bomfim, residentes colaboradores de um presbitério local na cidade de Curitiba-PR. Fundadores da Missão Mobilização e Co-fundadores do CEIFAR-MG (Centro integrado de Formação e aperfeiçoamento para a Restauração). Desde 1999 tem procurado servir mobilizando e aperfeiçoando através de escolas modulares, conferencias e discipulado, cooperando junto com outras expressões ministeriais sobre a palavra de serem um, atuando em várias localidades com o mesmo propósito de Reino

Contate-nos

Não estamos por perto no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e vamos retornar o mais breve possível .

Not readable? Change text.