Uma Questão de Perspectiva

 Em Artigos, Vayera

S abemos que existe um processo fixo dentro do campo do comportamento humano. Tudo começa a partir do ver e ouvir, e que ambos, olhos e ouvidos apenas captam e o cérebro decodifica a imagem e o som, formando em nós a mentalidade pela qual interpretamos, ponderamos e decidimos. A etapa seguinte acontece quando nosso coração deseja aquilo que decidimos ter ou fazer. O desejo enraizado em nosso interior nos impulsiona à uma ação intencional que finaliza este processo comportamental. A porção va´era, que em sua raiz significa ver com os olhos, perceber com os ouvidos e adquirir consciência sobre, relata o encontro de Arão e Moisés com Faraó (Ex 7), o desenrolar da sequencia de pragas, além do embate com feiticeiros e homens habilidosos em toda ciência tecnológica no Egito.

Os Magos viram o que estava sendo feito

Os magos e sábios foram chamados para reproduzir o que Arão e Moisés fizeram, tendo que provar a Faraó suas capacidades em busca de status e reconhecimento. Agiram segundo a ordem de Faraó, o deus Rá encarnado segundo a tradição egípcia, utilizando-se do oculto e da tecnologia para apresentar uma resposta humana a uma ação promovida pelo Eterno (Ex 7.11 e 22; 8.7)

Moisés viu o Deus que realiza todas as coisas

Moisés não precisou da ciência oculta ou da tecnologia, pois enquanto os magos e sábios apenas viram o que ele fazia, Moisés viu Aquele que tudo realiza. O coração de Faraó se endurecia diante dos feitos do Eterno, mas Moisés se moldava as palavras que ouvia. Mas e a vara de Moisés? A vara era apenas um sinal da autoridade que havia recebido para falar em Nome do Eterno, pois conheceu quem o enviou, o propósito de seu envio, passou por um processo de morte e viu toda sua família ser afetada por causa da aliança do Eterno com seu povo. (Ex 4.24)

O apostólico do tempo presente

Deus está abalando céus e terra, removendo coisas abaláveis e estabelecendo protótipos do que ainda será para sempre a partir do que permanece no presente. Ao mesmo tempo, homens polidos estão fazendo muitas coisas em nome do Eterno sem a revelação de quem Ele é, apenas reproduzindo algo porque não carregam a Palavra que os legitima, usando mecanismos e audiência que possuem para reivindicar autoridade e legitimidade. Porém, estão chegando dias, em que à semelhança dos magos e sábios do Egito, tais homens serão expostos à maneira do Eterno fazer “distinção entre Egito e Israel” (Ex 8.23). Neste nível de operação, somente quem viu com os olhos, percebeu com os ouvidos e adquiriu a consciência de quem o Eu Sou é, poderá ser instrumento para realizar as obras de Deus em tais dias. Sem passarmos por este processo, podemos até ter uma aparência de espiritualidade por causa das obras realizadas nos ambientes idólatras repletos de bajulação e interesses pessoais, mas nunca seremos espirituais de fato. Ou seremos participantes do movimento apostólico legitimo, presente na autoridade da unidade relacional com o Eterno através de Yeshua, ou nos embriagaremos no apostólico deturpado, que é aclamado nos ambientes de pseudo avivamento manipulado por expressões almaticas dos sistemas religiosos. Tudo dependerá da perspectiva que olhamos os últimos acontecimentos em nossos dias.

  • Marcelo Souza
    Marcelo Souza Mentor & Adviser

    Marcelo Souza, natural de Curitiba, casado com Zélia Souza e pai da Júlia.  Founder da empresa Illumine Coaching coopera com o desenvolvimento de pessoas e empresas em todo o Brasil. A base de seu trabalho é a convergência à princípios que regulamentam tudo e que possibilitam o alcance de resultados excelentes, consistentes e sustentáveis. Sua metodologia de trabalho é voltada para o desenvolvimento da integralidade da vida, ampliação de competências, mobilização de mentalidade corporativa e consolidação de equipes de trabalho. Juntamente com sua esposa, integra a equipe da Missão Mobilização, organização voltada para desenvolvimento humano integral, mobilização cultural e edificação social, além de atuar no Conselho Deliberativo da Acridas – Associação Cristã de Assistência Social, organização não governamental de acolhimento institucional e familiar de crianças em situações de risco e que também atua no combate e prevenção da violência contra crianças e adolescentes .

Contate-nos

Não estamos por perto no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e vamos retornar o mais breve possível .

Not readable? Change text.