Espiritualidade: Um Lugar de Meditação

“Pôr-me-ei na minha torre de vigia, calar-me-ei sobre a fortaleza e vigiarei para ver o que o Senhor Deus me dirá, e que resposta terei a minha queixa. O Senhor me respondeu… Provérbios 8.33“Ouçam a minha instrução, e serão sábios. Não a desprezem. Como é feliz o homem que me ouve, vigiando diariamente à minha porta, esperando junto às portas da minha casa. Pois todo aquele que me encontra, encontra a vida e recebe o favor do Senhor. Mas aquele que de mim se afasta, a si mesmo se agride; todos os que me odeiam amam a morte”. – Habacuque 2.1-2.

ROMPENDO COM OS LIMITES DO COLETIVO

Estabelecendo um lugar de relacionamento pessoal com Deus.

O Eterno nomeia a família de Israel como seu povo de propriedade exclusiva, com caráter se nação consagrada a Ele, e missão de Reino sacerdotal, essa essência, caráter e missão se dão em uma base relacional e pactual, por uma simples questão de natureza divina. O Eterno é assim (Sereis minha propriedade peculiar |Êxodo 19.5).

Em Êxodo 34 O Eterno pede ao povo três dias de purificação para que ao terceiro dia pudessem vê-lo descer sobre o monte Sinai. Notem bem que se trata de um chamado coletivo, porém, no versículo 12, estabelece limites onde todo aquele que ultrapasse seria morto. Ao terceiro dia em meio as manifestações do Eterno, Moisés é chamado para romper os limites do coletivo e subir ao monte. Procurando fazer uma aplicação para nossa realidade, cremos que há um limite para o chamado coletivo para que rompamos em nossa relação com nosso Pai Eterno.

Lembremos que Yeshua tinha uma vida de oração secreta com o Pai, onde ouvia o que o Pai estava falando, via o que o Pai estava fazendo (João 8:28,38 Então Jesus disse: Quando vocês levantarem o Filho do homem, saberão que Eu Sou, e que nada faço de mim mesmo, mas falo exatamente o que o Pai me ensinou. Aquele que me enviou está comigo; ele não me deixou sozinho, pois sempre faço o que lhe agrada. Tendo dito essas coisas, muitos creram nele. Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará. Eles lhe responderam: Somos descendentes de Abraão e nunca fomos escravos de ninguém. Como você pode dizer que seremos livres? Jesus respondeu: Digo a vocês a verdade: Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado. O escravo não tem lugar permanente na família, mas o filho pertence a ela para sempre. Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres. Eu sei que vocês são descendentes de Abraão. Contudo, estão procurando matar-me, porque em vocês não há lugar para a minha palavra. Eu estou dizendo o que vi na presença do Pai, e vocês fazem o que ouviram do pai de vocês.), Yeshua tinha um lugar no Pai e quando seus discípulos pedem para que lhes ensine como orar ele diz: Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará (Mateus 6:6 Mas, quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará). Antes de ensinar uma oração conhecida como “Pai Nosso”, ele fala sobre encontrar um lugar de oração, encontrar um lugar no Pai. Antes de uma expressão coletiva “Pai Nosso”, fala de encontrar um lugar com o seu Pai.

Quero encorajar você a não fundamentar sua espiritualidade, nem seu relacionamento com o Pai Eterno em encontros coletivos, mas experimentar avançar em sua busca pessoal. Assim como no contexto de Êxodo 34, se nos limitados ao coletivo ficamos nomeio do caminho e corremos o risco de cair no mesmo erro de Êxodo 32, de perder de vista a presença do Eterno e construir para nós imagens que supram a falta de um encontro real, vivendo na sombra de uma realidade, diante de uma imagem sem vida, limitando a proposta  do Eterno a uma religião, onde fazemos do favor do Eterno, novos bezerros de ouro. Não podemos abandonar o congregar (Hebreus 10.25 Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês veem que se aproxima o Dia.), porém não podemos fazer da vida congregacional nossa religião.

A BUSCA PELA PROFUNDIDADE COM NATURALIDADE

Na sociedade contemporânea está totalmente perdida em meio aos ruídos de muitas vozes, ansiedades pelas urgências que exigem pressa para tudo e a agitação das multidões que se batem entre si no caminho para lugar nenhum. Estamos continuamente agitados e distraídos e precisamos resistir à tentação de meditarmos superficialmente, a pressa reflete o nosso estado interior e é este estado que precisa ser mudado.

Não estamos falando de um método para se encontrar um lugar no Pai Eterno, mas de uma disposição de coração e natureza. Não se trata apenas de uma disciplina, de um esforço para estabelecer uma pratica, mas do despertar de uma natureza, porque se somos filhos, fomos recriados em nosso espírito e recebemos o seu Espírito, temos uma natureza que com naturalidade deseja esse lugar no Eterno. Esses apontamentos me mostram um caminho de simplicidade para a profundidade, uma espiritualidade experimentada com naturalidade para todos que receberam um novo coração, novo espírito e o seu Espírito.

Ezequiel 36:25 diz: Então, aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícies e de todos os vossos ídolos vos purificarei. Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.

Êxodo 34:1 diz: Então, disse o YAHWEH a Moisés: Lavra duas tábuas de pedra, como as primeiras; e eu escreverei nelas as mesmas palavras que estavam nas primeiras tábuas, que quebraste. E prepara-te para amanhã, para que subas, pela manhã, ao monte Sinai e ali te apresentes a mim no cimo do monte. Ninguém suba contigo, ninguém apareça em todo o monte; nem ainda ovelhas nem gado se apascentem defronte dele. Lavrou, pois, Moisés duas tábuas de pedra, como as primeiras; e, levantando- se pela manhã de madrugada, subiu ao monte Sinai, como o YAHWEH lhe ordenara, levando nas mãos as duas tábuas de pedra. Tendo o SENHOR descido na nuvem, ali esteve junto dele e proclamou o nome do YAHWEH. E, passando o YAHWEH por diante dele, clamou: YAHWEH, YAHWEH Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniquidade, a transgressão e o pecado, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniquidade dos pais nos filhos e nos filhos dos filhos, até à terceira e quarta geração! E, imediatamente, curvando- se Moisés para a terra, o adorou; e disse: Senhor, se, agora, achei graça aos teus olhos, segue em nosso meio conosco; porque este povo é de dura cerviz. Perdoa a nossa iniquidade e o nosso pecado e toma-nos por tua herança.

DESEJO E DISPOSIÇÃO INTERIOR.

Algumas expressões como “Corta duas placas de pedra”, “sobe a mim na montanha”, “fica preparado de manhã”, “ao romper da aurora subirás ao monte Sinai e lá me esperarás”, mostram claramente que Moisés tem disposição interior para subir uma montanha, vontade de preparar e responder todas as exigências para estar nesse lugar com o Eterno. Não tem como encontrarmos um lugar no Pai sem disposição interior para isso. Não estamos falando de peso de disciplina mas de disposição interior, desejo e vontade de procurar por um lugar Nele, permanecer nesse lugar e esperar por Ele. Nosso espírito anseia por Ele por uma simples questão de natureza. Salmo 42:1,2 | Como suspira a corsa pelas correntes das águas, assim, por Ti, ó Deus, suspira minha alma. Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando irei e me verei perante a Face de Deus”.

DEPENDÊNCIA E CONFIANÇA

Moisés se moveu a partir do momento que o Eterno fala com ele, confiou se preparando e construindo um lugar para ouvir. Precisamos nos descobrir nesse processo, conhecer nossa natureza e a realidade do Espírito que fala e aponta caminhos. João 14:13 pala sobre o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir. Esse caminho é um caminho de descobertas, dependência e confiança.

Humildade, submissão ao Espírito Santo.

  • Provérbios 28:26 | Quem confia em si mesmo é insensato,mas quem anda segundo a sabedoria não corre perigo.
  • Mateus 5.3 | Bem-aventurados os pobres em espírito,pois deles é o Reino dos céus.).
  • Salmo 25.9 | Guia os humildes na justiça e ensina aos mansos o seu caminho.
  • Salmo 34.2 | Gloriar-se-á no Senhor a minha alma; os humildes o ouvirão e se alegrarão.

PERSEVERANÇA

“Para que subas ao monte Sinai e ali te apresentes a mim no cimo do monte( 2)”

Toda a escalada requer disposição interior e só alcançam os que permanecem com seu olhar fixo no alvo. O nosso problema não está nas verdades que cremos, mas na falta de perseverança nas verdades que cremos. Se não cumprimos o tempo exato da perseverança não alcançamos cumprimentos. O que deve nos dar forças para perseverar sempre na busca são suas inúmeras promessas:

  • 2 Crônicas 7.14 – Se meu povo buscar, humilhar… Então ouvirei do céu.
  •  Jeremias 29.13 – Buscar-me eis quando me buscares de todo o coração.
  • Mateus 7.7 – Pedi e dar-se-vos-á, buscai e achareis bateis e abrir-se-vos-á
  • Deuteronômio 4.29 -Buscarás e acharás quando o buscares de todo o coração.
  • Provérbios 8.17 – Eu amo os que me amam e os que me procuram me acham.
  • Isaías 55.6 – Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai enquanto está perto.
  • Jeremias.33.3 – Invoca-me e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas

PREPARAÇÃO

Prepara-te para amanhã…” (2)

Devemos nos preparar em todos os aspectos, pois, nas pequenas coisas demonstramos o verdadeiro valor que damos a cada momento. Estamos falando de um lugar em Deus de meditação, um lugar inspirativo, produtivo, de desvendamento, lugar secreto, de segredos. Experimentar momentos nessa dimensão com despreparo seria uma perda irreparável. Encorajo você a valorizar esses momentos se apresentando pronto e preparado para ouvir, registrar e ser dele por completo. Durante muitos anos buscamos sua presença, mas somos ausentes. Buscamos por Ele com nossa mente e pensamentos em outras coisas.

“Porque, quanto ao SENHOR, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar- se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele.” Crônicas 16:9

ENCONTRO MARCADO

“… Amanhã…pela manhã…” (2)

Precisamos priorizar esse encontro marcado em nosso dia. (Se não temos tempo diário para meditação, estamos correndo o risco de fazermos coisas que Ele não nos orientou a fazer). Josué deveria meditar nos ensinos do Eterno dia e noite e isso o tornaria próspero e bem-sucedido (Josué 1.3), um homem envolvido com o desafio de liderar aproximadamente três milhões de pessoas, nós não deveríamos dizer que não temos tempo para Meditação. Encorajo a encontrar a melhor parte do seu tempo, a melhor parte e a hora que Ele terá o melhor de você. Isso pode ser determinante para encontrar esse lugar no Eterno.

  • “Saíra Isaque a meditar no campo, ao cair da tarde” (Gênesis 24.63).
  •  “No meu leito… em ti medito, durante a vigília da noite” (Salmo 63.6).
  • “Meus olhos antecipam as vigílias, para que medite nas tuas palavras (Salmo 119.148).

INDIVIDUALIDADE INTIMIDADE

Te apresentes a mim… ninguém suba contigo”. (3)

Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente. (Mateus 6:4)

Nesse momento você já estará rompendo com os limites do Coletivo. A partir de agora será você e Ele, dentro de você. espera por momentos íntimos, onde poderá falar e ouvir coisas íntimas. Lembre-se que intimidade sem pacto é prostituição. Por isso, Salmo25:14 diz: “A intimidade do SENHOR é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança”. Nosso nível de intimidade deve ser proporcional ao temor, consciência e entendimento de pacto e comprometimento. Esse realidade nos sustentará firmes.

CONCENTRAÇÃO

“…Ninguém suba contigo”. (3)

Para quem nunca teve a prática da meditação é recomendado começar com um período diário de cinco a dez minutos, destinando esse tempo a aprender a “acalmar-se” e “concentrar-se”(Pensamento para o mesmo ponto | Absorver um assunto). Para facilitar sua concentração, procure trabalhar sua respiração, inspirando e respirando lenta e profundamente, adaptando-se dom o silêncio exterior e preparando-se para perceber a vida do Espírito em seu Homem Interior. Com tempo e experiência você poderá distinguir prontamente entre o mero pensamento humano que pode aflorar à mente consciente e o Verdadeiro Espírito que interiormente se move sobre o coração[2].

LUGAR DE QUIETUDE PARA SOLITUDE

“…Ninguém apareça no monte, nem ovelha, nem gado…” . (3).

Se estamos falando de um lugar para ouvir e ver, precisamos pensar em um ambiente de quietude, para nos concentrar no momento que estamos vivendo. Uma mente perseguida e fragmentada por assuntos externos dificilmente está preparada para uma experiência de meditação. Procure um lugar calmo e livre de interrupção. Salmo 46:10 diz: Aquietai- vos e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra.

O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Êxodo 14:13), O texto deixa claro que devemos nos aquietar para ver que Ele está conosco. Aqui vemos a diferença de solidão e solitude. Muitos evitam o silêncio para não ouvir seu próprio interior, muitos tem medo do silencio e se escondem no coletivo, o silêncio pode expor nosso vazio interior, a solidão traz tristeza e sofrimento. Mas a solitude não significa ficar sozinho, não está relacionado apenas a um lugar, é um estado de mente e coração que possibilita um encontro verdadeiro com o Eterno dentro de nós mesmos.

  • Passou quarenta dias sozinho no deserto (Mateus 4:1-11).
  • Passou a noite inteira sozinho no monte deserto (Lucas 6:12).
  • “Retirou-se dali num barco, lugar deserto, à parte” (Mateus 14:13).
  • “Subiu ao monte a fim de orar sozinho…”(Mateus 14:23).
  • “Alta madrugada, saiu a um lugar deserto, e orava” (Marcos 1:35).
  • “Se retirava para lugares solitários, e orava” (Lucas 5:16).
  • Buscou a solitude do jardim do Getsêmani (Mateus 26:36-46).

REGISTRAR E DOCUMENTAR

Leva contigo as tábuas de pedra…”. (4).

Se não há registro, as palavras se perdem no tempo, leve um dicionário de português, bíblias se possível de versões diferentes e um diário pessoal. No final de cada semana você terá um panorama de tudo que foi ministrado. Pode ter certeza que você algumas vezes você voltará a esses registros porque tudo o que você ouviu fará muito sentido nos dias que virão.

OBEDIÊNCIA

“Subiu ao monte Sinai como o Senhor o ordenara…” (4).

Vemos que até aqui Moisés seguiu obedientemente todas as recomendações. Êxodo 19.5 diz: “Se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos porque toda a terra é minha” (Ouvir está relacionado ao Guardar. Ouvir = Obedecer).

É importante que possamos estar atentos para cada orientação, pois através delas algo novo esta reservado. Precisamos entender que o ouvir está totalmente relacionado ao obedecer. Se não temos disposição interior em obedecer não estamos prontos para ouvir. Ouvir é Obedecer.

 Deuteronômio 15.5 diz:“…o Senhor teu Deus te abençoará abundantemente na terra que te dá por herança, para possuí-la, SE APENAS ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus PARA QUE cuides em cumprir todos estes mandamentos que hoje te ordeno.” (Ouvir relacionado ao Cumprir. Ouvir = Obedecer). Salmo 81.11: “Mas o meu povo não quis ouvir-me, escutar a voz; Israel não me atendeu.” O silêncio espiritual não tem a ver com O Eterno não falar mas com a indisposição em obedecer. Samuel rompeu com o silencio declarando: Eis-me aqui. Fala que teu servo ouve.

A PRESENÇA DE DEUS

Tendo o Senhor descido na nuvem, ali esteve junto dele…” (5).

Perto está o Senhor daqueles que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Salmo 145.18. Eu sou o Deus Todo- Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito. Gênesis 17:1. Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente. Salmo 16:11.

A partir desse momento, o Eterno não pede mais nada a Moisés, mas envolvido pela presença do Eterno simplesmente nascem do seu interior palavra de louvor e reconhecimento da sua grandeza. Nesse momento não vai ter ninguém dizendo pra você o que tem que fazer, mas pode ter certeza que saberá o que fazer. Seu homem espiritual, eu verdadeiro, anseia por isso.

LOUVOR E ADORAÇÃO

E imediatamente curvando-se para a terra o adorou…” (6 – 8).

Diante da presença do Senhor é natural a manifestação espontânea de louvor e adoração. A revelação dos atributos de Deus encherão seus lábios de louvor, esse momento será mais prova de que Ele está contigo.

INTERCESSÃO

Perdoa a nossa iniquidade e o nosso pecado e torna-nos por tua herança.”( 9).

Diante do Eterno Moisés espontaneamente se lembra de seu povo e intercede em seu favor. Quando encontramos esse lugar em No Pai Eterno, encontramos seu coração e nos unimos ao seu Espírito em intensos momentos de intercessão. Quando entramos em oração, somos levados a olhar por uma perspectiva muito mais abrangente, é como se conseguíssemos ver, por um instante, parte daquilo que Ele está vendo, é como se adoecêssemos por aquilo que o fez entregar seu Filho. Nesse momento já não estamos mais tratando dos nossos desejos e necessidades pessoais, mas entramos no desejo do Pai, desejamos que todos encontrem salvação pelo pleno conhecimento da verdade, descobrimos o que deixa o Pai feliz, o que é bom e agradável para Ele. É quando nos tem junto com Ele, envolvidos com sua causa e missão.

Intercessão é quando conseguimos orar por alguém além de nós mesmos. Intercessão é a expressão do nosso compromisso com sua vontade revelada na oração. É quando gememos junto com seu Espírito em favor de todos os homens, em nome de todos os santos.

COMPARTILHAR DE DEUS

Então disse:…”( 10) .
Sempre Confiar que Deus falará conosco (Hebreus11:7). Esteja com coração aberto e ouvidos atentos para ouvir o que Deus terá a dizer a você e sobre você. Que a voz de Deus seja conhecida do teu coração e importante na condução de sua vida, porém, nunca fique desapontado se não houver palavras; como bons amigos, vocês estão silenciosamente desfrutando a companhia um do outro

CONCLUSÃO

Todos nós conhecemos Êxodo 20, onde YAHWEH falou todas as palavras da torah. Enquanto Moisés ouvia: “Eu sou o YAHWEH, teu Elohin (Deus), que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim…”. Êxodo 20:18 retrata o mesmo contexto, porém, visto por uma perspectiva totalmente diferente: “Todo o povo presenciou os trovões, e os relâmpagos, e o clangor da trombeta, e o monte fumegante; e o povo, observando, se estremeceu e ficou de longe. Disseram a Moisés: Fala- nos tu, e te ouviremos; porém não fale Deus conosco, para que não morramos”. Para quem estava próximo era como uma voz poderosa falando claramente, trazendo edificação e ordem em shalom, porém para quem não estava próximo era como um barulho assustador sem muita definição que fez todos sentirem muito medo.

Na narrativa de João 12:28 Yeshua diz: “Pai, glorifica o teu nome. Então, veio uma voz do céu: Eu já o glorifiquei e ainda o glorificarei. A multidão, pois, que ali estava, tendo ouvido a voz, dizia ter havido um trovão”. O pai responde a Yeshua de forma clara, mas para a multidão era como um som estrondoso de trovão.

Entendemos que podemos encontrar esse lugar, todos podem escutar um mesmo som poderoso, mas nem todos conseguem ouvir claramente sua voz. Tem muita gente ouvindo trovão, mas não tem clareza nenhuma do que Ele está falando. Precisamos nos concentrar para discernir o som, o vento, as palavras que ordenam e estabilizam ao invés de termos medo de morrer diante da sua presença.

Oramos para que não tenhamos medo do som da sua voz e possamos em meio a tanto barulho ouvir claramente suas palavras. Moisés disse ao povo: “Não temais; Deus veio para vos provar e para que o seu temor esteja diante de vós, a fim de que não pequeis”.

O temor nos mantém Nele e nos afasta do erro, o medo nos mantém no erro e nos faz sentir medo Dele.

“Se alguém me ama, guardará a minha palavra;
e meu pai o amará,e viremos para ele e faremos nele morada” (João 14.23)

  • Anderson Bomfim
    Anderson Bomfim Pastor

    Anderson Bomfim natural do Estado de São Paulo, casado com Andréa Bomfim, pais da Giovanna, Olívia e Pietra Bomfim, residentes colaboradores de um presbitério local na cidade de Curitiba-PR. Fundadores da Missão Mobilização e Co-fundadores do CEIFAR-MG (Centro integrado de Formação e aperfeiçoamento para a Restauração). Desde 1999 tem procurado servir mobilizando e aperfeiçoando através de escolas modulares, conferencias e discipulado, cooperando junto com outras expressões ministeriais sobre a palavra de serem um, atuando em várias localidades com o mesmo propósito de Reino

Contate-nos

Não estamos por perto no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e vamos retornar o mais breve possível .

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt
0