Fé e Esperança Atuam Pelo Amor

N a madrugada do dia 21 de maio de 2005, enquanto Andréa estava internada em quadro crítico de poli traumatismo craniano, ouvi algo: “o amor é maior, a fé e a esperança são transitórios, o amor não”. Voltando para esse texto de 1 Coríntios 13.13 entendi a base do princípio da fé que atua pela sublimidade do amor. A questão fundamental naquele momento não era apenas o quanto eu cria, mas o quanto amava Deus, independente do que viesse a acontecer. Entendi que não apenas minha fé estava sendo colocada à prova, mas meu amor. Então fortalecia o amor e isso me dava condições de continuar crendo.

A Fé Atua Pelo  Amor

Gálatas 5:6 diz: “Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor”. A palavra para “atuar” no original grego é “energeo”, a palavra que conhecemos como “energia”, que significa produzir, trabalhar para alguém. O amor produz fé, o amor torna a fé eficaz. Se estou alicerçado em amor, eu creio. Por isso o amor é maior que a fé. Essa fé verdadeira não está condicionada a resultados. Amar permite continuar crendo independente das circunstancias. Meu amor por Deus transcendeu a expectativa do que Ele poderia fazer ou se tornar.

A fé passará, mas o amor é eterno. A Fé pode ser guardada, o amor não. Naqueles dias difíceis do acidente da Andrea Bomfim, cria na presença “Dele” comigo, por estar alicerçado em amor ( Efésios 3.17 para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé; e oro para que, estando arraigados e alicerçados em amor ). O amor produz fé, uma maneira de ver espiritualmente ( 2 Coríntios 5:7 Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos. / Hebreus 10:38 Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder,não me agradarei dele ). Comecei a entender “O justo viver por fé” ( Romanos 1.17 Porque no evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé, como está escrito: O justo viverá pela fé. ). Permanecer fiel ao que estava vendo e ouvindo. Não se tratava apenas do que eu queria que acontecesse, mas do que Deus falava que ia acontecer. A partir disso, à semelhança de Abraão em Romanos 4.20, que ”não duvidou, por incredulidade da promessa de Deus, mas pela fé, se fortaleceu dando Glória a Deus”, não duvidei e pela fé me fortalecia.

Fé Produz Esperança

Descobri que essa fé produz esperança, certeza do que se espera. Romanos 12.12 diz: “regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, na oração, perseverantes”. A palavra esperança, significa “antecipar”. Hebreus 11:1, fala da fé que é a certeza de coisas que se esperam. Fé é a esperança que antecipa com convicção. Minha esperança antecipava a recuperação da Andréa. Mas essa esperança dependia da ação completa da perseverança ( Tiago 1:4 E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem que falte a vocês coisa alguma. ).

Precisamos de constância perseverante para alcançar a completa certeza da esperança. Hebreus 6:11 diz: “Continue cada um de vós mostrando, até ao fim, a mesma diligência para a plena certeza da esperança”. “Guardemos firme a confissão da esperança, sem vacilar, pois, quem fez a promessa é fiel” ( Hebreus 10:23 Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel. ). Paulo nos encoraja a sermos gratos pelas tribulações, pelas pressões, porque podem produzir dentro de nós estrutura aprovada, digna da esperança que temos, da realidade que antecipamos.

A perseverança prova a legitimidade da fé, esperança e do amor. Nos permite continuar crendo independente das circunstancias. Uma pessoa perseverante não se desvia do seu propósito mesmo diante de sofrimento.

Podemos passar por tempestades sem ficarmos confusos. Isso é possível. A verdadeira esperança não confunde, porque o amor de Deus é derramado em nosso coração pelo Espírito Santo, que nos foi outorgado” ( Romanos 5:3-5 Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança;a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu. ). Assim como a fé, a esperança também é confirmada pelo amor. A fé e a esperança dependem do amor. A fragilidade da fé e a confusão da esperança são resultados do tipo do amor que temos por Deus. A esperança que não confunde, é a esperança fundamentada na fé que atua pelo amor. Se eu o amo, eu creio. Se eu o amo, eu espero e antecipo. Fé é certeza, esperança é antecipar com certeza. Essa fé e esperança tem o testemunho do amor de Deus derramado em nós pelo Espírito.

Que estes três princípios continuem operando em todos nós. A operosidade da fé, a abnegação do amor e a firmeza da esperança ( 1 Tessalonicenses 1:3 Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo ). Paulo fala da operosidade da fé com que estamos comprometidos, ocupados diariamente, em atividade produtiva. A estabilidade, constância, foco e paciência da esperança mesmo diante de provações e sofrimentos. Sustentados pela devoção do amor sacrificial que nega a si mesmo, que tudo sofre, tudo, crê, tudo espera, tudo suporta. A fé, esperança e amor operam juntos. Uma fé produtiva, com uma esperança perseverante e um amor sacrificial.

Estejamos todos atentos a forma como esses princípios interdependentes operam diariamente com objetivo de produzir em nós estrutura. 1 Tessalonicenses 5:8 diz “Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação”. Couraça é a parte que cobria o peito e às vezes as costas dos soldados antigos, servindo de proteção contra as flechas, lanças e golpes de espada. É um revestimento primário, antes de tudo devemos nos revestir da fé e do amor, guardando nossas mentes com a esperança.

O amor é aquilo que com se amarra, ligamentos que unem e sustentam, é catalizador. O amor está acima de tudo, precede a tudo, produz a perfeição, nos confirma como pessoas completas e em nada diferentes. Prosseguindo crendo, esperando e acima de tudo amando de todo coração, alma e força.

Vivamos a sublimidade do amor. O amor é maior e jamais acaba ( 1 Coríntios 13:8e13 O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor. ). Em Colossenses 3.14 diz. “Acima de tudo isto esteja o amor, que é o vínculo da perfeição”.

Contate-nos

Não estamos por perto no momento. Mas você pode nos enviar um e-mail e vamos retornar o mais breve possível .

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt
0